Ouça o último episódio:
LOGO2022-min.png
Contribua conosco

Olá!

 

Aqui você tem a oportunidade de se tornar um parceiro deste projeto e me ajudar a manter ele no ar com cada vez mais qualidade. Eu imagino que você já conhece o meu trabalho e por isso você está aqui. Mas caso ainda não conheça, o “Fora do Meio” é um podcast em formato jornalístico que traz quinzenalmente temas relacionados à comunidade LGBTQIA+ de uma forma que qualquer pessoa tenha a chance de ouvir e repensar sobre os temas, estando dentro ou fora do meio, rs.

 

Agora, eu te convido a acompanhar 10 motivos para você se tornar um parceiro do “Fora do Meio”.

 

Acompanhe comigo:

 

1. Conteúdo de qualidade

 

Bom, eu sempre falo no “Fora do Meio” que um dos maiores problemas que eu tive ao me entender como um homem gay eram as referências que eu tinha: os personagens de humor da TV nos anos 90/00. A figura LGBTQIA+ na época era de chacota e quem quer ser motivo de riso, não é? Eu penso hoje cada episódio do podcast de forma que as pessoas que ainda não tem contato com a normalização de ser LGBTQIA+ tenham acesso de forma totalmente anônima – seja uma pessoa compreendendo sua sexualidade, sem ter com quem se abrir e ouvindo em um fone de ouvido indo para o trabalho ou escola, por exemplo – sobre o que é de fato fazer parte da comunidade. E é cada feedback lindo que eu recebo dessa galera que a gente esquece que existe longe dos grandes centros...

Precisa de mais motivo? Então continua lendo!

 

2. Convidados que sabem o que estão falando

 

Além do cuidado na escolha dos temas, eu tenho uma preocupação com os convidados que estão falando com os ouvintes. É importante para mim que o “Fora do Meio” fuja de achismos e de experiências unidirecionais. A proposta aqui é abrir uma discussão pensando na pluralidade de visões, permitindo que as pessoas reflitam sobre o tema, mesmo que elas estejam totalmente por dentro dele. Por isso, eu prezo por trazer além de homens gays, mulheres lésbicas, pessoas bissexuais e com outras identidades de gênero e orientação sexual. Héteros também fazem parte do elenco em determinados assuntos, mostrando a pluralidade que a sexualidade humana é capaz, desde que nos permitimos sair das caixinhas.

Não te convenci? Segue lendo!

 

3. O valor arrecadado é do podcast

 

Não ache que o valor que você me doa é usado para festas. Aqui, todos os gastos são calculados e planejados para garantir uma evolução constante. Além de uma conta no Google Drive com espaço para fazer backups e transitar arquivos, nós mantemos um site com domínio para sermos facilmente localizados na internet por quem precisa. Além disso, investimos em equipamentos de uso do podcast, como conjunto de iluminação para os vídeos do YouTube e microfone para o podcast. Estamos também registrando a marca do “Fora do Meio” para assegurar a unicidade do podcast na internet. Tudo isso é graças aos apoiadores do podcast. Legal, né?

Mas, se precisar, tem mais motivo.

 

4. Você gosta de mimos?

 

Apesar de não sermos um grande podcast e termos muitos recursos, eu acredito que reconhecer quem apoia o “Fora do Meio” é minha obrigação. Por isso, eu sempre tento mostrar essa gratidão de forma pública e física. Em 2020, quem apoiava o podcast recebeu uma caneca personalizada do podcast com uma cartinha escrita a mão como agradecimento, além de um café em junho para aquecer ainda mais o coração dos apoiadores.

Se você não toma café, não se preocupe que ainda tem mais razões!

 

5. Cabe no seu bolso

 

Se você acha que precisa assinar um cheque com muitos zeros, pode ficar tranquilo. O “Fora do Meio” recebe valores a partir de R$1,00 (depende da plataforma de financiamento). Com apenas R$5,00 por mês, você já começa a ter benefícios nos planos e ajuda demais a gente a manter as finanças do podcast no verde. Você pode pensar “mas eu vou dar só R$5,00??” Pois é, esse valor que parece tão pouquinho se junta com outros parceiros e a gente faz dele tudo aquilo que você viu no motivo 3. E as formas de apoio são muito simples: você pode optar por cartão de crédito, boleto e até PIX, dependendo da plataforma.

E ó, ainda tem mais coisas pra te convencer!

 

6. Me ajuda a ajudar

 

Quando eu escuto um podcast, eu fico feliz ao ver o quanto o programa evolui no decorrer dos meses e é isso que eu sonho pro “Fora do Meio”. Por exemplo: meu maior desejo no momento é poder terceirizar a edição dos episódios do podcast e isso custa dinheiro. Edição é um processo trabalhoso que consome horas. Eu adoraria ter recurso para contratar alguém para fazer esse trabalho e, assim, me dedicar a outras etapas do projeto. Seja gravar mais vídeos, estudar mais para as pautas dos episódios (você que me ouve sabe que aqui não é só ligar o microfone e gravar, né?), pensar em outras coisas legais para vocês. Em 2020 alguns episódios foram ao ar atrasados por questões que eu tive na minha vida particular (trabalhar na eleição, meu PC ir para o conserto) e com a edição terceirizada, isso deixa de impactar os cronogramas. Além de estarmos ajudando outra pessoa a ter um trabalho e ser remunerado por isso, não é?

Mas ainda tem mais!

 

7. Respeito aqui é tudo

 

Uma coisa que eu me preocupo no “Fora do Meio” é que quem me ouve se sinta respeitado como pessoa que é. Seja jovem, seja idoso, seja afeminado, seja masculine, não importa. A gente vê tanto produtor de conteúdo ou influenciador que faz fama atacando aparências e/ou características das outras pessoas, aquele estilo bem característico da “síndrome de Regina George”, sabe? Um dos meus maiores cuidados aqui é passar longe disso. E, assim, muitas vezes o “caminho das pedras” é mais difícil do que fazer uma postagem ou fala só para gerar comentários. Se for pra “hitar” assim, eu não tenho interesse.

Ainda tem 3 motivos, vem comigo!

 

8. Ufa! Não é tão simples

 

Para levar ao ar um episódio de 1h30 em média a cada quinze dias, as nossas gravações duram cerca de 2 horas. Além disso, tem todo o tempo de pesquisar o tema para a pauta, de escolher convidados, entrar em contato com eles, pedir a Cher que eles aceitem. Feito isso, são várias horas editando e revisando o episódio (eu levo um final de semana inteiro!), fazendo as artes, criando as postagens para o instagram e twitter, tudo para que você possa ouvir um episódio do “Fora do Meio”. Atualmente, eu faço isso sozinho, nos horários em que não estou no meu trabalho. É cansativo? É. Mas eu não troco isso por nada e cada vez que eu recebo uma mensagem de que alguém se tornou apoiador do podcast, eu sinto meu trabalho sendo valorizado.

Ainda precisa de mais? Então bora!

 

9. Conteúdo LGBTQIA+ não dá visibilidade

 

Chocante, né? Mas que fique claro aqui que é conteúdo sem ser do tipo “garotas malvadas”. Para você ter noção, nossa conta no instagram já foi suspensa duas vezes por postagens sem qualquer conteúdo impróprio. Além disso, o algoritmo das redes sociais não nos dão tanta visibilidade quanto para conteúdos héteros ou selfies descamisadas, por exemplo. Muita da divulgação que faz o “Fora do Meio” ser visto nas plataformas é feito através de anúncios pagos (e ainda assim muitos anúncios divulgando episódios são barrados). Deixar um anúncio no instagram, por exemplo, custa nada menos que R$6,00. Entendeu agora porque uma contribuição de R$5,00 já ajuda demais?

E último, mas não menos importante:

 

10. Benefícios exclusivos!

 

Eu quero acreditar que você chegou aqui já entendendo como é importante fazer parte do time de apoiadores, né? Vou te dizer o último motivo: você fará parte de um time exclusivo. Os apoiadores do “Fora do Meio” têm acesso a conteúdos exclusivos no Instagram do podcast com informações de bastidores. Além disso, como falei no motivo 4, eu vivo pensando em presentes para eles. Outra vantagem exclusiva é ser citado no podcast. A partir deste ano, você também vai ter acesso ao que vem por aí, podendo inclusive acompanhar as gravações e conhecer os convidados antes de todo mundo.

Se você chegou até aqui e não se convenceu – ou não pode fazer uma doação mensal agora: não tem problema!

Continua acompanhando o nosso trabalho na podosfera, sempre lutando pelo empoderamento LGBTQIA+ seguindo o Fora do Meio no Instagram (@foradomeiopodcast).

Mas se a gente te convenceu, olha ali os planos disponíveis e escolha aquele que cabe no seu bolso. Independente do valor, não pense que é pouco não. Cada tijolinho que a gente coloca na parede que estamos levantando é responsável por manter ela em pé. Sua doação não é diferente.

 

Um grande abraço.

 

Fernando Arazão

 

Conheça os planos disponíveis:

 

Plano Mão Amiga  (Disponível apenas no PicPay e Apoia.se)

 

Esse plano é para quem quer contribuir, mas não pode exagerar. Ele não dá nenhuma recompensa, mas você sabe que está nos ajudando a chegar lá e nós agradecemos igualmente.

Contribuição mensal: R$1,00

 

Plano Discreto

 

Nesse plano, você ajuda o Fora do Meio a pagar as despesas de hospedagem e manutenção do podcast. Assinando o plano discreto, você será agradecido nominalmente em nossa página no Facebook e na descrição dos episódios referentes ao mês de contribuição.

Este plano compreende a contribuição de $0,99 dólares da página do Anchor.

Contribuição mensal: R$5,00

 

Plano Fora do Meio

 

Nesse plano você ajuda o Fora do Meio com os custos de hospedagem e manutenção e como agradecimento tem seu nome publicado na página do Facebook e na descrição do episódio, recebe o convite para fazer parte do grupo secreto do Fora do Meio no Facebook, onde ficará sabendo as pautas futuras e pode participar do processo de produção do episódio, além de fazer parte do Grupo de Ouvintes Platinum do Fora do Meio no Instagram, com stories exclusivos.

Este plano compreende a contribuição de $4,99 dólares da página do Anchor.

Contribuição mensal: R$15,00

 

Plano Aloka

 

Assinando o plano mais indiscreto do Fora do Meio, você garante um agradecimento nominal na página do Facebook e no episódio do Fora do Meio do mês referente a contribuição, além de fazer parte do grupo secreto do Facebook onde acompanha as pautas futuras e pode participar da produção do episódio. E com uma vantagem master: você recebe o episódio um dia antes do lançamento para ouvir antes de tomo mundo, além de fazer parte do Grupo de Ouvintes Platinum do Fora do Meio no Instagram, com stories exclusivos.

Este plano compreende a contribuição de $9,99 dólares da página do Anchor.

Contribuição mensal: R$25,00

 

Se interessou? Então escolha a plataforma abaixo e se torne um patrocinador do Fora do Meio.